• Artigos
  • /
  • Meu site está fora do ar o que fazer?

Meu site está fora do ar o que fazer?

Veja como resolver este problema do site fora do ar com urgência e conheça os cinco motivos mais comuns em detalhes.

Como é irritante ter um site fora do ar. Foto Freepik.com.
Como é irritante ter um site fora do ar. Foto Freepik.com.

Quando você digita no Google “meu site está fora do ar o que fazer”, percebe-se a urgência em resolver este problema e ninguém quer perder tempo lendo artigos para achar a resposta, certo? Então, me chama no zap e vamos resolver isso agora.

Mas, se você é daqueles que se vira sozinho e quer aprender como resolver a queda do seu site, continue lendo este artigo!

Mas antes, deixa eu me apresentar. Meu nome é Saint Clair, CEO aqui na Loup Brasil. Resolvemos este tipo de problema desde 1998.

De lá para cá um deles é disparado o principal motivo do seu site sair do ar. Nada mais nada menos do que a falta de pagamento do domínio no registro.br.

Sim, acredite, a falta de pagamento anual do domínio tira do ar milhares de sites todos os anos.

Deixa-me exemplificar como funciona o processo de cobranças de um domínio registrado no registro.br.

Vou utilizar um antigo domínio meu chamado “criarlojavirtual.salvador.br” que acabou vencendo e não me interessou a sua renovação.

Entenda a cronologia:

O domínio foi registrado no dia 02/10/2020 e o pagamento foi pelo período de um ano. No registro você pode escolher períodos maiores, de até 10 anos.

O registro envia uma sequência de e-mails com os alertas sobre a renovação do domínio.

Print mostra a sequencia de e-mails para a renovação do criarlojavirtual.salvador.br.
Print mostra a sequencia de e-mails para a renovação do “criarlojavirtual.salvador.br”

É aqui neste momento que o usuário acaba não vendo os alertas e deixando de pagar a renovação.

O domínio venceu no dia 02/10/2021.

No dia 17/09/2021 foi enviado um e-mail com o título “Lembrete de pagamento”. Isso 15 dias antes do vencimento.

No dia 09/10/2021 foi enviado um e-mail com o título “Aviso de congelamento do domínio” sete dias após o primeiro lembrete.

No dia 18/10/2021 foi enviado o e-mail com o título “Domínio congelado por falta de pagamento” nove dias após o aviso de congelamento. Neste momento o site sai do ar.

No dia 30/11/2021 foi enviado um e-mail com o título “Aviso de remoção do domínio” 43 dias após o congelamento. Ou seja, eu tinha 43 dias para pagar o registro e evitar que ele fosse removido.

No dia 14/01/2022 foi enviado um e-mail com o título “Domínio removido” 45 dias após o aviso de remoção.

Do primeiro lembrete até a remoção, foram 119 dias que o usuário foi avisado sobre cada etapa do processo.

Após a remoção, o domínio entra em um “processo de liberação” para dar a chance para outras empresas a registrar o domínio.

Por que isso acontece? Domínios antigos são valiosos. Assim como CNPJs antigos valem muito dinheiro para comprovar reputação de mercado em licitações, os domínios antigos têm uma relevância muito grande nos resultados de busca do Google.

Um dos critérios de posicionamento é justamente a idade do domínio.

Se o domínio da sua empresa, do seu blog tiver essa relevância, muitos concorrentes vão entrar na disputa.

Numa suposta disputa, vence quem comprovar primeiro que este domínio é diretamente ligado a Razão Social da empresa.

Mas, se você também possui uma empresa registrada com o nome em questão, vence a empresa que já utilizou o domínio ou a mais antiga.

Print da tela de candidatura do site criarlojavirtual.salvador.br.
Print da tela de candidatura do site “criarlojavirtual.salvador.br”

Após a remoção do domínio, consultei no registro o endereço “criarlojavirtual.salvador.br” onde apareceu a mensagem:

“Domínio disponível para candidaturas no processo de liberação”

“Domínio em processo de liberação com término em 16/03/2022 15:00:00”

Quando se clica no botão candidatar, você solicita e espera.

Do dia da remoção até a liberação são 61 dias. Se somarmos com os 119 dias anteriores, teremos um hiato de 180 dias com o site fora do ar.

Claro que este seria um extremo perder um domínio dessa maneira. Normalmente depois do congelamento, o proprietário corre atrás para resolver, paga o atrasado e, em duas horas, o serviço é restabelecido.

Como evitar que seu site fique fora do ar por falta de pagamento

Primeiro vamos para a organização do seu cadastro no “registro.br”

Nunca, eu disse nunca, registre o domínio da sua empresa no CPF ou CNPJ de pessoas que não seja o um dos sócios.

Vou citar dois problemas que resolvemos por conta de registro de domínios em nome de terceiros.

O primeiro, de uma banda famosa, onde os irmãos brigaram e um deles havia registrado o domínio em seu nome. Pois bem, ele tirou o site do ar no auge da banda e pediu 20 mil reais para devolver.

O segundo, uma indústria de São Paulo que no início do seu negócio solicitou que o responsável pela TI da empresa fizesse o registro do domínio, criasse o site e habilitasse os e-mails.

10 anos depois, quando houve a necessidade de migrar o site de servidor, o responsável pela TI, já fora da empresa, pediu 3mil reais para poder passar os dados do domínio que ele registrou erroneamente no nome de sua empresa.

Ele não tinha ideia do poder em suas mãos. Imagine que bastava ele aperta um botão no registro e uma empresa que vende 100 milhões de reais por ano para diversos países e naquele momento estava negociando com chineses ficaria sem e-mails, site e sistema.

3 mil foi uma multa de trânsito e o meu conselho foi pagar. Os transtornos seriam muito piores. Em ambos os casos consegui contornar as situações e resolver o problema.

O correto é criar o seu cadastro no registro.br com o “e-mail pessoal” do sócio majoritário da empresa.

Por que o e-mail pessoal? Se o site cai, os e-mails da empresa caem também. Se usar um e-mail da empresa para recuperar a senha no registro.br por exemplo, o e-mail nunca vai chegar.

Cria-se um loop sem solução. Caso isso aconteça, tem de ligar para o registro e enviar a documentação da empresa pelos correios, isso pode levar semanas para resolver.

Nos domínios.com, em sites internacionais, com 24 horas seu domínio entra num leilão, e para recuperar você pode pagar até 1000 vezes o valor da renovação. Um domínio de U$ 12 pode valer U$ 1.200.

Isso aconteceu comigo, durante a renovação de um antigo blog meu. Acabei não vendo o e-mail de renovação e perdi o prazo. Quando vi o valor, desisti e esperei 30 dias para renovar novamente. Quando tentei, não havia oferta e sim o mesmo valor de mercado, U$12.

Eles fazem isso para aproveitar o desespero do cliente que não pagou na data para faturar mais.

Então, a primeira coisa que você deve fazer é verificar se o seu registro foi pago ou não.

Procure no seu e-mail por “registro.br” ou pelo “enderecodoseusite.com.br” e veja se encontra algum e-mail de alerta.

Isso nos domínios nacionais, nos internacionais vai depender de onde você registrou.

Se você não se lembra, utilize o site do https://who.is que você consegue descobrir onde ele foi registrado.

Caso não apareça nenhum contato, simplesmente o domínio foi colocado como privado e sem a possibilidade de descobrir o seu dono.

Depois de te explicar 90% dos problemas que ocasionam um site ficar fora do ar, vamos aos outros 10%:

Falta de pagamento da hospedagem pode deixar o site fora do ar

Se não pagar, o sistema derruba com sete, 15 ou 30 dias. Depende muito do serviço contratado e da empresa.

Normalmente eles configuram para que o sistema financeiro deles esteja conectado ao sistema que gerencia a hospedagem. Caso alguma fatura esteja em aberto, automaticamente o serviço é suspenso.

Alguns apresentam na capa do site um alerta de site suspenso. Outros apenas uma tela branca.

Verifique se o serviço de hospedagem está tudo ok, verificando os e-mails se houve algum alerta.

Sua internet bloqueou o acesso ao seu site também, e vai ficar fora do ar para você

Muito comum de acontecer quando se abre o mesmo site todos os dias para trabalhar na produção de conteúdo ou na formatação do site. Cada vez que há uma atualização de layout ou de conteúdo, um “cache” é gerado pelo site. Ele gera no no seu navegador, depois no seu Windows e por último na central de distribuição da sua internet banda larga.

A sua internet local pode ser um motivo do bloqueio.
A sua internet local pode ser um motivo do bloqueio.

Para descobrir se é isso que está bloqueando, basta pedir para alguém acessar por outra rede: um amigo que está em outro bairro ou você pode testar pelo 4G da sua operadora pelo celular.

Se o site carregar em uma dessas situações, o problema é na sua rede de WIFI, na sua internet local de casa ou do trabalho. Neste caso, você faz o procedimento de limpeza do navegador, depois do Windows e testa.

Se não funcionar, ligue para o suporte da sua operadora de internet e peça para eles acessarem o site da central.

Ao fazer isso, o cache local é automaticamente liberado. Se não funcionar, peçam para reiniciar a sua conexão de internet da central.

Servidor boqueou o seu IP e consequentemente seu site fica fora do ar para você

Quando se hospeda um site e e-mails no mesmo servidor, você está sob as regras de segurança da hospedagem que você contratou e é preciso segui-las.

Quando um usuário esquece a senha de um e-mail, e ele tenta e erra cinco vezes seguidas, o firewall bloqueia o IP daquele usuário.

Se o usuário estiver em uma rede com muitos funcionários, todos eles serão bloqueados da rede.

Neste caso, tem que entrar em contato com o administrador da hospedagem e solicitar que os ips sejam liberados. Além disso, o administrador da rede tem que tocar a senha para que não ocorra novamente o bloqueio.

Gerenciamento externo do DNS pode deixar o site fora do ar se não tiver cuidado

Quando utilizamos um gerenciamento externo de DNS como o serviço do CloudFlare, mundialmente conhecido, temos como objetivo melhorar a performance do site.

Resumidamente o cloudflare pega os arquivos do site e espalha em diversos servidores pelo mundo e quando é solicitado pelo usuário, ao acessar a página em questão, no brasil por exemplo, o CloudFlare mostra os arquivos do servidor mais perto e consequentemente o site carrega mais rápido.

Ele também tem uma camada a mais de proteção com ataques e quando precisamos atualização entradas de IP, DNS, TXT, CNAME dentre outras, o tempo de resposta costuma ser muito mais rápido.

Mas, caso haja uma instabilidade no serviço, o site pode ficar fora. Que eu me lembre, nos últimos cinco anos, só em duas vezes isso ocorreu, por algumas horas. Quando cai, cai no mundo todo.

Outro problema comum é errar as entradas de DNS e IP. Se aplicar errado e o sistema não resolver na atualização, o site vai ficar fora do ar.

Tela branca é um sinal de que seu site caiu, está fora do ar

Você acessa o site e ele não carrega nada. O que houve?

Isso acontece quando há um erro interno e para não mostrar este erro para o usuário que está acessando o site, o WordPress apresenta uma tela branca.

O erro é guardado em um arquivo de log.

Este é um caso mais complexo. O famoso erro interno. Pode ser uma atualização do site, uma invasão, ou uma geração de um cache errada.

Aqui, é um problema que precisa ser investigado por profissional especializado.

O que você precisa fazer? Entrar em contato com a empresa que fez o seu site primeiro e…

Rezar para ter um backup.

Não quero trabalhar com o fornecedor atual, o que devo fazer?

Conheça os nossos planos de Manutenção de Site e evite este tipo de problema.

Sites Wordpress ucranianos sofrem ataques massivos

Sites WordPress ucranianos sofrem ataques massivos

Além dos ataques militares, pesquisadores perceberam que a Ucrânia também vem sofrendo ataques cibernéticos desde o …

Chrome e Firefox: versão nº 100 pode trazer problemas. Veja a solução

Chrome e Firefox: versão nº 100 pode trazer problemas. Veja a solução

A centésima versão dos navegadores indica atualização mas, o usuário poderá ter problemas no carregamento das páginas. Veja aqui a solução

4 cuidados básicos para você vender mais

Independentemente da estratégia de vendas e marketing adotadas, a atenção aos detalhes é extremamente importante para você converter mais.

4 dicas importantes sobre como escapar dos desafios comuns de SEO criando o seu site com um construtor

4 dicas importantes sobre como escapar dos desafios comuns de SEO criando o seu site com um construtor

Procurar um construtor para criar seu site, garante o bom uso da ferramenta SEO que possibilita um bom ranqueamento da sua página no Google

Abrir chat
1
Fale com um especialista AGORA!
Olá,
Podemos te ajudar?