BLOG

YouTube lança medidas para valorizar conteúdo jornalístico e combater fake News

Segundo a reportagem, a página principal do Youtube vai ganhar seções dedicadas a notícias vindas de fontes confiáveis, com credibilidade determinada pelo próprio algoritmo de busca da Google. Para garantir isso, entre  outras variáveis, a identidade do canal será cruzada com o histórico de citações da fonte por outras publicações.

Com essas medidas o  YouTube pretende dar preferência para o jornalismo profissional em vez de promover vídeos de canais de entretenimento que, por acaso, resolveram falar sobre algum fato noticioso.

A tela de buscas do YouTube também sofrerá alterações. A partir de agora, aparecerá primeiro informações oficiais com textos vindo do Wikipédia e da Enciclopédia Britânica, por exemplo.

Além disso, os vídeos que aparecerão primeiros no resultado da busca serão ordenado conforme a credibilidade da fonte, seguindo basicamente os mesmos critérios usados para colocar vídeos de jornalismo profissional na tela inicial do YouTube.

De acordo com a plataforma, durante tiroteios nos EUA, por exemplo,  muitos vídeos mentirosos ou com títulos caça-cliques acabaram aparecendo nos resultados antes de publicações de agentes noticiosos de credibilidade, disseminando desinformação.

A partir de agora, com esse novo mecanismo, quando uma pessoa pesquisar sobre esse tipo de acontecimento no YouTube, serão mostrados alguns artigos escritos antes dos vídeos, todos vindos de publicações de confiança.

Segundo a reportagem, em momentos como a cobertura de um evento importante, jornalistas normalmente focam seus esforços inicialmente em escrever artigos detalhados. Só depois é que se preocupam com a produção mais longa e demorada de vídeos.

Nesse meio tempo, entretanto, é perfeitamente possível que canais não profissionais comecem a publicar conteúdo impreciso ou mentiroso acerca do acontecimento.

Em comunicado, o chefe de produto do YouTube Neal Mohan disse que as novidades já estavam sendo testadas e, a partir de agora, serão distribuídas gradativamente para todos os espectadores da plataforma.

Fonte: Portal Imprensa

Leia mais: