Autor: saintclair23

Afiliado-X: Técnicas para vender qualquer produto físico ou digital

Kalebe Dionísio mostra faturamento mensal pelo aplicativo do Hotmart.

Em nosso dia-a-dia, somos bombardeados de informações sobre diversos tipos de produtos e serviços.  Em uma dessas andanças pelo Youtube, ou olhando simplesmente fotos pelo Instagram, aparecem vídeos com anúncio sobre “como ganhar dinheiro na internet”.

Aconteceu comigo com o curso “Afiliado-X”. A frase é batida, difícil de acreditar, uma crença que a maioria de nós tem. Quando vejo jovens empreendedores mostrando seus ganhos ou aparecendo em suas mansões, se exibindo em carros de luxo, custamos a acreditar. Mas, acredite, é tudo verdade.

Não existe montagem, mesmo porque, para alugar um carro de luxo, uma mansão e ainda tirar fotos, custa dinheiro. Como essa garotada consegue fazer tanta grana tão jovens? Como eles conseguem faturar de R$ 10 mil até 1 milhão de reais por mês? É muito fácil de explicar, mas não tão simples de executar.

Como eles faturam tanto?

Kalebe Dionísio realiza sonho de assistir um jogo do Barcelona na Europa.
Kalebe Dionísio realiza sonho de assistir um jogo do Barcelona na Europa.

Basicamente, eles escalam suas vendas. Imagine um produto que tem comissão de R$ 100,00 e você consegue através de técnicas de vendas atingir um público de 100 mil pessoas por dia, tendo uma taxa de conversão de 1.5%.

Como 0.3% de 100 mil são 300 vendas, multiplique por 100, temos 30 mil reais de faturamento diário. Trinta dias tendo essa média, são mais de 900 mil de faturamento mensal. Entendeu? Não é mágica, é matemática.

O Afiliado-X te ensina a escalonar

Faz aproximadamente 30 dias que comprei o curso “Afiliado-X” e só parei para estudar nos últimos 7. Fiz um intensivo para aprender as técnicas de vendas ensinadas por Kalebe Dionísio, empreendedor digital e criador do curso.

Depois de assistir todas as aulas, aplicar e validar os processos, me senti na obrigação de divulgar esta oportunidade de aprendizado aqui para vocês. Venda qualquer coisa, não precisa ser produto digital.

Por força de contrato, eu não posso exibir nenhuma tela do curso aqui na publicação, mas afirmo a vocês que o curso é muito objetivo, destrincha o Facebook Ads, ensina a vender pelo Facebook e Instagram de uma maneira muito simples. Vender na internet, diferentemente de uma venda presencial, não é dom, é técnica.

Kalebe Dionísio vende produtos digitais desde 2015, diariamente, como citou em um dos seus vídeos de treinamento. Largou um emprego estável no setor público para se dedicar exclusivamente a vender produtos digitais dele ou de outros produtores. Errou muito de lá para cá, validou seus processos de venda, as melhores formas de anunciar e entrega no curso todos os detalhes para que você não erre, ou erre muito pouco.

Quem consegue dominar as técnicas ensinadas por ele, corre aquele risco de dar certo. Vai que você toma gosto pela coisa, se identifica, foca diariamente nos resultados e processos, acha produtos interessantes, ou até cria seu curso online e vai aplicando as técnicas de venda em seu próprio produto ou serviço?

“Pulo do gato”

Estou nessa fase do aprendizado, testando campanhas, aplicando na prática o que aprendi até agora. Achei produtos do meu nicho de tecnologia, produtos que me identifico, criei uma página no Facebook e estou me jogando para ver no que dá.

Até me animei a criar o meu primeiro curso online, quando estiver disponível, escrevo outro artigo relatando minha experiência.

Não é fácil, mas se você escalar suas vendas, os ganhos são infinitos. Ele mostra em um de seus vídeos de campanha, o seu gráfico de crescimento. De R$ 100 para picos de R$ 32 mil reais. Fez R$ 1 milhão de reais em oito meses.

Eu não comprei o curso para ficar rico, comprei para me aprofundar nas técnicas de como se vender produtos e serviço na internet.

Apesar de estar tanto tempo no meio, 20 anos criando sites, existe aquele “pulo do gato” que só um cara que se dedica tanto pode te mostrar. Eu sei alguns na minha profissão, você deve saber também os da sua.

Aprender as técnicas e saber como aplicá-las pode te tornar um bom vendedor, melhorar seus ganhos ou até, quem sabe, um novo milionário. Só depende do quanto você quer que isso aconteça.

Fica a dica! Se quiser tentar, o Afiliado-X pode te ajudar.

MV2 Imóveis

A Loup Br foi responsável por criar o site da MV2 Imóveis, em 2017, e agora, três anos depois, por reformulá-lo. A página da corretora é um catálogo online onde o cliente pode escolher entre diversos imóveis em Salvador e Região Metropolitana. 

A plataforma atende a demanda da cliente que estava em busca de uma página que lhe permitisse maior engajamento e conversão para venda e aluguel de imóveis.

Print da Página principal do site Mv2 Imóveis

A nova estrutura foi pensada desde a navegabilidade até a escolha das cores; dourado e cinza, que representa bem o público da MV2, que oferece imóveis de alto padrão. Além disso, os meios de comunicação das corretoras também ganharam destaque para facilitar o contato do cliente com elas.

Logotipo criado para a Mv2 Imóveis

Além do novo site, a Loup também foi responsável pelo novo logo, que assim como a plataforma digital, segue um designer moderno e clean com a mesma proposta de cores.

Como escolher a mãe do seu site

Uma Agência Digital realiza dezenas de criações todos os anos. Experiência e conhecimento fazem muita diferença.

Tudo começa com um porquê. Organizar o clube da cerveja com os amigos, criar um espaço para expor comentários sobre jogos do final de semana e até mesmo divulgar produtos e serviços da sua empresa. No ambiente digital é assim. Você vive em um mundo paralelo onde não há tempo e espaço mensuráveis, ou seja, conversamos com pessoas a quilômetros de distância, onde cada um responde no seu tempo.

Quando pensamos em criar um site, temos um objetivo real de conectar as pessoas neste mundo paralelo que estão alinhados com o seu propósito. Neste mundo também existem regras a serem seguidas desde a sua concepção.

A concepção

Se no mundo real as crianças saem da barriga da mãe de forma prematura ou parto normal, a concepção de um site pode levar minutos ou meses de desenvolvimento. A mãe neste caso poderia ser você, utilizando serviços gratuitos ou uma “barriga de aluguel” que são as agências digitais.

E no mundo digital, terceirizar a maternidade com uma barriga de aluguel é a garantia de que a concepção deste filho seja completa. O filho já sai da barriga com todas as vacinas aplicadas, andando e se comunicando com todos os seus seguidores.

Mas como descobrir se a agência que irei contratar possui um bom serviço? Uma dica simples pode salvar seu filho das drogas e más influências nessa nova empreitada digital. Verifique o portfólio da empresa, escolha um site desde portfólio e faça uma pesquisa simples no Google colocando a palavra “site:” antes do endereço. Exemplo: “site:lrvimoveis.com.br”.

Imagem apresenta um título e uma descrição únicas em cada página.

Veja que cada página possui um título e uma descrição únicos. Isso é relevante para o Google, e mostra para o buscador o que cada página oferece, gerando visitas e fluxo de potenciais clientes para a empresa.

Não demorei muito para achar um exemplo de erro. Achei um site de prefeitura. Veja que o site apresenta um título curto e sem descrição. Quando não apresenta a descrição em sua configuração, o Google mostra o primeiro texto que ele consegue ler. E neste caso, o primeiro texto é o menu do site.

Erros como este apresentados pelo site de uma prefeitura são muito comuns.

Erros como este apresentados pelo site de uma prefeitura são muito comuns.

Acredite! Se você verificar que algum site do portfólio há um erro como este, fuja! Prova-se que falta conhecimento técnico, ou pior, compromisso com o resultado do investimento dos clientes.

Existem outras técnicas que podemos avaliar o serviço de uma Agência Web, mas esta verificação eu considero a mais simples e básica. O Google não verifica se o site é bonito, ele quer saber se o site possui conteúdo relevante para aparecer entre os resultados de busca. Ele só consegue entender para onde vai aquela página em seu índice se conseguir ler os títulos e descrições das páginas. Lembre-se disso!

O crescimento

O crescimento do seu filho neste novo mundo depende de você. Ele pode se formar em 6 meses. Possui a dádiva de absorver 100% do que você escreve. A dica é escrever um conteúdo que você domina. Crie artigos sobre o seu segmento e publique informações respeitando as regras técnicas da plataforma que você utiliza. A pós, o mestrado, o doutorado do segmento de atuação depende do conhecimento que você está disposto a passar.

Os filhos que não tem a atenção dos pais tornam-se despesas. A criação de um site é um investimento de tempo e dinheiro. Sempre buscamos resultados. Mas se você não ensina seu filho a se comportar no mundo digital, ele pode se perder, ficar fora do ranking do Google, sumir das buscas e neste caso, vai precisar de um reforço escolar.

Saint Clair, empreendedor e CEO de uma barriga de aluguel.

Perfil Social: A sua placa de vende-se mais eficaz

Apareça para o mercado de forma profissional. Seja proativo e use a ferramenta a seu favor.

O artigo de hoje aborda um tema desconhecido da maioria dos usuários das redes sociais. O poder de venda do seu Perfil Social. Muitos criam os perfis e não tem a noção do seu alcance e sua função. O perfil social tem um objetivo: te representar no mundo digital. Cabe a você decidir como será a sua apresentação e para qual público você quer se vender.

A necessidade de se mostrar para o mercado de trabalho quando adolescente é inexistente. O perfil social neste caso surge de forma natural, sem muitas exigências, e, serve apenas para entreter amigos e familiares.

Quando já estamos inseridos no mercado de trabalho, o seu perfil social passa a ser o reflexo diário de como é o seu comportamento e como você se vende neste ambiente.

Não sou especialista em comportamento, mas tenho as minhas percepções quanto a apresentação dos perfis que vejo todos os dias nas mídias sociais.

WhatsApp é seu perfil mais intimista

Não é todo mundo que tem o seu número do WhatsApp. Portanto, é seu contato mais restrito. É um chat exclusivo entre você, seus amigos, familiares e clientes. É aqui onde vejo as maiores oportunidades de negócios serem desperdiçadas, principalmente em grupos.

Todos nós participamos de pelo menos um grupo. Conversamos e interagimos diariamente com pessoas que não temos tanta intimidade que podem se tornar clientes ou fornecedores.

Sabe aquele contato que publicou uma piada? Pode ser o engenheiro de uma obra que você está precisando. E o zagueiro do futebol de sábado? Pode ser um especialista em gestão do seu próximo projeto. Todos eles podem conhecer o que você faz e terem interesse em seus serviços. O WhatsApp se apresenta como uma ótima ferramenta para gerar negócios e você pode canalizar essa atenção com uma simples atitude e modificação do seu perfil.

Atualize seu perfil no WhatsApp

Se seu objetivo é se vender como profissional, a sua foto de perfil precisa ser exatamente o que você faz. Se é advogado, apareça de paletó e gravata. Se é médico, apareça de jaleco. Se é pintor, apareça com uniforme de trabalho. A percepção de ser especialista naquela área se reforça com a sua imagem de perfil. Cria-se uma autoridade naquele momento.

Aliado a imagem do aplicativo vem a frase de descrição do perfil. Eu trabalho com criação de sites e na minha descrição coloquei: “Especialista em Criação de Sites”.

Aliado a imagem do aplicativo vem a frase de descrição do perfil. Eu trabalho com criação de sites e na minha descrição coloquei: “Especialista em Criação de Sites”.

Personalize o seu perfil para se vender e gerar oportunidades de negócios.

Organize sua agenda

Tenho mais de 2 mil cadastros catalogados em minha agenda de contatos. Tenho essa obsessão por organizar tudo. Isso tem vantagens. Eu diria que só tem vantagens.

Quando você adiciona o nome, sobrenome e e-mail daquele contato em sua agenda, os diálogos em grupos do WhatsApp passam a ter sentido. Em vez de números de telefone respondendo são pessoas com nome e sobrenome. Conseguimos associar as respostas e fixar quem são. Eu tenho dificuldade de gravar nomes e isso me ajuda a fixar e associar quem é quem.

Envie o seu contato

Ninguém precisa perder tempo adicionando manualmente os seus dados em uma agenda. Use a tecnologia a seu favor. Envie seu contato para o grupo ou para um contato específico. Uma simples atitude te coloca na agenda de dezenas ou centenas de potenciais clientes.

Crie um contato em sua agenda com seu próprio nome, o que vai facilitar o envio do mesmo em grupos.

Crie um contato em sua agenda pessoal com seu nome, e-mail e telefone. Isso vai facilitar o envio pelo aplicativo.

Lembra da foto e principalmente do texto de descrição do seu perfil? Quando o usuário do grupo que você não conhece te adiciona em sua respectiva agenda, o aplicativo do WhatsApp apresenta estas informações. A consequência disso é que no detalhamento do grupo você vira destaque. No meio de tantos números de telefone sem sentido, o seu contato com foto, nome e descrição se sobressai entre os demais.

Saber utilizar o perfil social te dá uma vantagem comercial, abre oportunidades para novos negócios e te ajuda a conhecer quem são estas pessoas.

Saint Clair, especialista em Criação de Sites.

Mídia Social: A intermediação do Amor

Alguns chamam de sexo delivery. Outros buscam relacionamento sério e tem aqueles que querem apenas amizade. O Tinder é um exemplo da mudança de comportamento da sociedade.

O amor é lindo! O amor de hoje é lindo e digital. Quando lembro da minha adolescência, que além de tímido era um trabalhão para conseguir flertar com alguma garota, observo como evoluímos e perdemos a nossa essência. Não tínhamos referência. Adolescente da década de 90 não podia contar com o “amigo experiente”. Era tudo inocente.

Lembro de ter feito uma cartinha, com coração e tudo, e coloquei na mochila de uma garota que gostava. Não me recordo o que escrevi, mas era algo relacionado a um pedido de namoro. E num encontro de 20 anos da minha turma, eis que a cartinha ainda estava guardada por ela, uma lembrança do primeiro “fora” que eu tomei. Deu trabalho fazer a cartinha, mas o amor é assim, nem sempre é correspondido.

Anos antes, ainda criança no interior da Bahia. Gostava de outra garota. 15 anos depois me mudei para Salvador e reencontrei ela e sua irmã no mesmo colégio que o meu. Éramos amigos, fazíamos natação juntos. Depois de uma dessas aulas, ela se dirige a mim e fala seguinte frase. – Eu era apaixonada por você. Pera, eu gostava da irmã dela e ela de mim. Um triângulo amoroso que se fosse hoje, a nova geração resolveria com uma simples mensagem de WhatsApp.

Exemplos assim, temos um monte na nossa geração. Mas o que não muda é a essência do amor. Hoje existe a intermediação de pagamentos, como é o caso do PagSeguro, mas também a intermediação do amor, caso do Tinder.

Quando surgiu a internet, criaram-se serviços e também formas de intermediar o amor. Vou citar duas delas, o mIRC, um serviço de chat no Windows, utilizado por milhares de pessoas naquela época. Era uma tela preta com textos coloridos. Mas servia para um propósito. Conectar pessoas. Tenho um amigo que conheceu o primeiro amor da vida dele ali e casou-se. Depois veio os chats de portais. Os mais famosos eram as salas de bate papo do UOL e Almas Gêmeas do Terra. Tenho outro amigo, este, ainda casado, achou a mulher de sua vida ali e continuam “juntos e shallow now” até hoje.

Nessa época, você se preparava para um encontro e não tinha noção do que iria encontrar. Hoje, acessa o Instagram para ver se é gata. Entra no Facebook e confere se tem amigos em comum e até  mesmo o Linkedin para saber onde trabalha e o que faz. Não satisfeito. Adiciona no WhatsApp para conversar por texto, tudo para descobrir se escreve “mim” em vez de “me”.

A tecnologia está tão inserida nas relações que um amigo ficou com uma garota pelos comentários positivos do Instagram. Sim, você leu direito. Ela se sentiu segura para ir ao primeiro encontro por conta disso. Novos tempos.

A tecnologia ajuda e o filtro é você quem faz. Mas ainda acho que encontrar o amor da sua vida em eventos inusitados é a melhor forma. Teatro, casas de shows, carnaval, boates, cursos, biblioteca, comprando cachorro quente, no ônibus. O seu filtro está em seu comportamento. Se você frequenta biblioteca, a probabilidade de achar uma pessoa que gosta de leitura é grande.

Ainda prefiro ser aquele amante a moda antiga. Prefiro substituir os stickers de beijo por um de verdade. Um “eu te amo” digitado por um falado. Gravar aquele momento na minha memória ao lado da minha amada do que gravar o shows inteiros para nunca assistir. Temos que rever o nosso comportamento.

Estamos em uma nova era, mas lembre-se! O serviço é apenas de intermediação e não de substituição do amor.

Saint Clair, empreendedor e romântico digital.

Comentem abaixo o que vocês acham sobre o a tecnologia nos relacionamentos:

A Terapia dos Pixels

Primeira turma do Inteligencia-X8 ministrada por Jordan Campos.

Alguns usuários trabalham em computadores com resolução de 1024x768px, ou seja, 786.432 pixels. Quando eles se juntam formam a imagem que vemos na tela.

São resoluções diversas, de tvs, celulares, computadores. Fico em média 12hs em frente a uma tela com milhares de pixels. Trabalhando, lendo alguma coisa, assistindo vídeos, me conectando com algo.

Durante dois meses, pude associar o meu trabalho a terapia em grupo, se é que posso chamar assim o curso de Inteligência-X8 que Jordan Campos ministra. Não sou da área, e tinha uma opinião esdrúxula sobre o tema e sempre pensei: – quem frequenta terapeuta é doido ou tem problema.

Depois dessa vivência, 2 meses que considero a maior e mais benéfica experiência que já tive, eu pude ver com outros olhos a importância do profissional de terapia. A essência é ajudar o próximo através de conhecimento adquirido ao longo de muito estudo. Mas o que me chamou atenção foi a conexão com o desconhecido. Tudo bem que Jordan tem 20mil horas de atendimento, isso conta muito, mas ele se conecta com o grupo, como pixels numa tela. A imagem vem, o som é claro, a conexão acontece.

Quando navego pelo Google, é um mundo desconhecido que vamos desbravando, e procurando de alguma forma uma referência, uma resposta para aquilo que buscamos.

Mas o terapeuta age de uma forma completamente diferente do Google. Ele te ensina a buscar aquela informação que só você sabe onde guardou. As técnicas aplicadas por Jordan são certeiras. Ele sabe onde apertar o parafuso, isso é para poucos.

Foram diversos momentos incríveis durante o curso, percebo a evolução nos colegas, agora amigos de alma. Evolui, desbloqueei algumas coisas, vi um sentido para minha existência. Sinto-me diferente de quando entrei, e nunca mais vou olhar para a tela do computador da mesma forma.

Se buscamos no Google informações sobre tudo, só o terapeuta te ensina a buscar na alma.

Saint Clair, empreendedor desbloqueado.

Seja o administrador da sua vida

Esquecer a senha é um problema simples de se resolver, desde que você tenha acesso ao e-mail de recuperação.

Janeiro de 2003. O telefone toca e do outro lado da linha um famoso cantor de Axé me alertava: – Saint Clair o site está fora, resolva isso por favor. Logo respondi positivamente: – ok, vou resolver. Eu não imaginava o imbróglio que viria pela frente.

Site fora do ar pode ter diversos fatores, mas, em 90% dos casos é pela simples falta de pagamento do registro anual. Fui direto para o procedimento padrão, consultar se o domínio estava pago. Para minha surpresa além de estar em dia o vencimento era 2 anos posteriores aquela data.

Ainda durante a consulta percebi que haviam retirado o meu acesso como contato técnico, que logo confirmei pelos e-mails que recebi do serviço, alertando sobre a alteração do contato e do DNS.

DNS? Pensei no pior! Apontaram o domínio para outro servidor sem falar comigo? Como assim? Bateu aquele desespero. Quem fez isso? Algum hacker? Roubaram a senha do administrador? Liguei para meu cliente e perguntei a ele se havia delegado este acesso titular para algum funcionário.

Ele surpreso me perguntou: – Acesso titular de quê? A ficha caiu! O domínio não estava em nome dele, e sim de seu irmão.

Resumo da história. Uma briga familiar fez com que seu irmão para se vingar, retirou o site do ar e pediu 20 mil reais ao “brother”. A banda estava no auge, música na novela, muitos shows, e o site recebia 20mil visitas por mês. Uma bomba que caiu no meu peito. Resolva!

Meu cliente ficou sem reação, mas tinha que se resolver. A minha primeira atitude foi registrar outro domínio e subir o site todo novamente para lá.

Quando se digitava o nome da banda nos buscadores, o site novo não aparecia em resultado nenhum, era invisível. Em primeiro, apenas o endereço do irmão. Meu cliente era acuado pelo próprio irmão, estava sem reação, ele não esperava isso.

7 dias depois, o novo domínio já estava na primeira página, e com 15 dias, em segundo, logo embaixo do endereço mais antigo.

O crescimento do ranking do site nos resultados de busca do Google foi determinante para que seu irmão retornasse ao DNS original e meu acesso ao serviço que administra a conta. Com o acesso, restaurei o link.

Briga resolvida. Mas, não poderia passar por isso novamente. Meu trabalho não terminava ali. Em posse do domínio original, resolvi “matar o endereço”, fazendo um redirecionamento permanente para o novo endereço, dessa vez, em nome do verdadeiro dono. O procedimento fez sumir todo o rastro nos resultados de busca do Google do domínio antigo, e junto com ele, todo o seu poder em extorquir o irmão.

É muito comum novos registros serem feitos com o CNPJ de empresas que prestam serviços de informática, ou em nome de profissionais liberais e autônomos. Exija que o cadastro seja feito em seu nome, crie uma conta no serviço de registro. Delegar tudo pode se tornar uma grande dor de cabeça no futuro.

Seja o perfil que administra o site da sua empresa, a sua página do Facebook, seja o administrador de todos os serviços da sua vida digital.

Saint Cair, empreendedor.

Amigo de CPU é uma Zorra

Da esquerda para a direita: Germano Bona, Anderson Almeida, Saint Clair Lôbo e Patrício Muñoz. Uma prova de que a cerveja veio antes das mídias sociais. Vamos valorizar as amizades!

Preciso desabafar! Os amigos não são os mesmos que empurravam o carrinho de rolimã ladeira abaixo, que disputavam na “gude” quem era o melhor. No baba, a dividida nunca era na bola. Sim, eu era perverso, sempre queria derrubar. Amigo machuca, mas depois alenta, chama para jogar do mesmo jeito, todo quebrado.

Em nossa infância, os meninos disputavam a bola, compartilhavam os brinquedos e ajudavam a vender aquele suco de limão. As meninas brincavam de boneca, e dividiam as suas roupas. Nunca entendi muito bem isso, nas festas, era a camisa de uma, a saia de outra, o vestido da tia. Uma salada de boas intenções e amizades sem filtros.

Os anos se passaram e vivemos no mundo conectado. Quando estamos por traz das telas, não conseguimos avaliar os sentimentos e principalmente, a importância de quem compartilha algo.

Nem tudo é Fake, mas a importância de dar valor ao que o seu amigo compartilha pode virar NEWS. Todos nós, por instinto, buscamos atenção. É da nossa natureza, “somos interesseiros”, como diria o grande terapeuta Jordan Campos, e isso acaba deixando de lado o que verdadeiramente importa, o seu amigo.

Vamos transformar em NEWS aquela publicação do seu amigo que tem empresa e precisa vender, pedir descontos em serviços de amigo é Fake, peça descontos para quem você não conheça, não explore seu amigo, ajude-o a crescer, consumindo e compartilhando seus produtos e serviços, valorize-o.

Seja um disseminador de boas intenções! Mais vale um serviço compartilhado de seu amigo, que um meme sem sentido. Aquela boa intenção pode virar a cerveja de sexta-feira… pense nisso!

Saint Clair, empreendedor e bebedor digital.

Paternidade Digital: Uma herança para as novas gerações

Registrar as memórias de um filho é ser um pai digital.

Era 16 de junho de 1986. Jogavam Argentina e Inglaterra. O famoso jogo de quartas-de-final da Copa do Mundo de Futebol em que Maradona fez o gol de mão e sua seleção acabou vencendo por 2×1. Eu tinha apenas 7 anos e lembro muito bem desta data. Estava sozinho na frente de casa, sobre um monte de areia, brincando de fazer castelo.

Uma data marcante para mim, mas sem nenhum registro. Meu pai poderia ter feito uma foto daquele momento com sua câmera fotográfica analógica, ele adorava fotografia, mas não o fez. Era muito trabalho, não tinha o hábito de fotografar com tanta frequência, mesmo porque, ele teria que acabar um filme inteiro de 36 poses antes de colocar para revelar.

Eu não tive este registro analógico. O meu pai não foi um pai analógico naquele momento. Hoje, ele mudou até de categoria, é um avô digital, evoluiu com a tecnologia e registra tudo que a neta faz com seu celular e máquina fotográfica de última geração.

Mas continuo sem o registro daquele momento, ainda não inventaram uma impressora que imprima memórias. Seria muito bacana, quem sabe quando chegar aos 100 anos eu consiga imprimir este registro.

Com o nascimento da minha filha no dia 21 de junho de 2010, comecei a fotografar e filmar quase tudo, era uma neura. No dia do seu nascimento por exemplo, foram 137 fotos do parto e momentos posteriores ao acontecimento, registros feitos por um amigo que é fotógrafo profissional. E não parei por aí, tenho fotos em situações inusitadas, como por exemplo, a assinatura da certidão de nascimento com a juíza no cartório, que logo depois, chamou todos os funcionários par ver a tal cena. A juíza muito surpresa, relatou o encontro como único em 20 anos de profissão. Eu queria registrar tudo, o primeiro suco, o primeiro banho, o primeiro tudo.

Registro da assinatura da certidão de nascimento da minha filha.

Registro da assinatura da certidão de nascimento da minha filha.

Com o avanço da tecnologia, surgiram novas demandas, e uma delas é a organização de tantos registros. Foram mais de 30mil fotos e vídeos desde o nascimento da minha pequena. Como organizar, compartilhar e principalmente continuar os registros de forma organizada?

Organizando as fotos

Sou fotógrafo amador, mas sempre gostei de fotografar com máquina digital, e quando se tem uma memória de 32GB, você acaba tirando muitas fotos. Sempre deixo configurado para salvar na maior resolução possível, caso precise imprimir uma foto muito grande ou até mesmo vender aquela imagem espetacular em sites especializados.

Feitas as fotos, precisamos tirar da máquina e organizar. Sempre as organizo em pastas no computador, primeiro crio a pasta do ano, dentro da pasta ano eu crio a pasta mês e dentro de mês, a pasta dia.

Quando se organiza dessa forma, você não se perde, mas surgem dois problemas: O espaço no computador e principalmente, o compartilhamento com familiares e amigos.

Organização das pastas no Windows Explorer.

Organização das pastas no Windows Explorer.

Backup na nuvem

Esta demanda foi resolvida por diversos serviços especializados em armazenamento de fotos gratuitas, existem dezenas, para todos os gostos, o OneDrive da Microsoft, que já vem na conta do Hotmail, o Dropbox, o iCloud para quem utiliza os produtos da Apple e o Flirck que é muito utilizado por profissionais. Mas nenhum deles se compara ao Google Fotos.

O Google Fotos apresenta funcionalidades incríveis.

O Google Fotos apresenta funcionalidades incríveis.

Quando se cria uma conta do Gmail você adquire um pacote office, e dentre os serviços está o Google Fotos.

Nas configurações do serviço, por padrão, ele faz uma compactação das imagens e vídeos sem perda, ou seja, fotos de alta resolução, mesmo indo para o serviço online, podem ser utilizadas para diversos fins, profissionais ou não.

É um serviço gratuito, que vai muito além de um simples armazenamento. Veja como consigo extrair o máximo do serviço.

Baixei o aplicativo do Google Fotos para meu Windows, configurei ele para subir todas as fotos da minha pasta de nome “+ Fotos”, ou seja, sempre que eu criar uma pasta ali dentro, o sistema vai subir novos arquivos automaticamente para o serviço online.

Quem utiliza celulares com o sistema operacional Android e possuem uma conta do Gmail, o Google Fotos vem por padrão. Basta se logar e configurar o backup das fotos da câmera. Para usuário que utilizam o IOS, basta baixar o aplicativo do Google Fotos.

Compartilhamento das fotos com familiares e amigos.

No aplicativo aparecem o rolo da câmera, com todas as fotos organizadas por data, o sistema pega essas informações no arquivo de imagem chamado de Exif, ali é guardado tudo sobre a fotografia, desde a data, configuração e até mesmo o modelo da máquina.

Nesse momento você cria os álbuns de aniversários, casamentos, formaturas ou dia de praia com a tia, enfim, organize da forma que você achar melhor.

Criou o Álbum, escolheu a foto de capa, vem a hora de compartilhar com os amigos e familiares. Você pode simplesmente gerar um link e compartilhar no WhatsApp, mas existe uma forma mais organizada de se fazer isso e explorar o máximo do Google Fotos.

O sistema possui reconhecimento facial e pode organizar as fotos pela face, isso é incrível e você terá uma produtividade muito maior na organização do seu álbum.

Se você organiza sua agenda de telefones da forma que organizo (nome, sobrenome, telefone e email) salvos no Google Contatos da minha conta do Gmail, o compartilhamento será muito mais rápido, pois o Google Fotos detecta quem está nas fotos do álbum e já sugere o contato para compartilhamento. Um e-mail é enviado e até mesmo aparece um alerta no celular da pessoa indicada.

Criando álbum colaborativo

Na hora de criar um álbum de fotos, você tem a opção que o mesmo seja colaborativo, ou seja, sabe aquela viagem que fazemos em grupos e que todos tiram fotos diversas, cada um no seu celular? Pronto! Agora todos podem subir as fotos e vídeos para o mesmo álbum. Chega de mendigar aquela foto linda que seu amigo tirou de você e nunca te enviou.

Como continuar os registros do seu filho não estando presente?

Quando Lorena cresceu e chegou aos 7 anos, ela ganhou um celular. Eu já tinha sua conta do Gmail criada desde o seu nascimento, e acabei configurando o aparelho com o seu Gmail, além disso, configurei o Google Fotos para efetuar o backup da câmera e das imagens do WhatsApp. O espaço do Google Fotos é ilimitado.

Eis que veio a minha agradável surpresa, eu queria capturar momentos únicos da minha filha, sem que eu esteja presente e foi isso que consegui.

Ela usa o celular como todas as crianças, tirando selfs, vídeos com os amigos, cantando, brincando, e sabe aquele vídeo em que pega a maquiagem e roupa da mãe escondidos, se pinta, tira foto e grava um vídeo para ver se ficou legal? Eu tenho esse momento registrado por ela e as amigas e muitos outros sensacionais, feitos por uma inocente criança.

A paternidade digital é aquela paternidade em que você cuida dos rastros digitais do seu filho, hoje, ensinamos o dever de casa, a andar de bicicleta, o que pode e o que não pode, mas é um momento também de aprender sobre os perigos da internet, na adolescência, ensinamentos sobre sexo, drogas, mas também sobre fotografar e filmar momentos de intimidade. Este último eu acho que é tão ou mais importante quanto os outros. Uma vez na internet, sendo compartilhado, estes registros ficam para eternidade.

Sabe aquela criança que estava brincando de fazer castelo, sozinha na rua, durante a copa do mundo? Ela cresceu, transformou a frustração em motivação, encontrou uma solução para um problema e evitou que a filha passasse pelo mesmo sentimento.

Eu não sei você, mas eu gostaria de ver as fotos do meu parto, gostaria de ter as selfs com meus amigos guris, e principalmente, assistir aos vídeos que poderia ter gravado aos 7 anos sozinho.

Deixo este legado digital para minha filha, e compartilho estes ensinamentos para todos aqueles pais que queiram ter essa paternidade digital.

E desejo que nunca acabe a bateria do celular dela em um momento incrível a ser registrado, este, eu não terei backup.

Feliz dia dos Pais.

Saint Clair, pai digital, mas nunca virtual.

EcoAmbiental

Print da EcoAmbiental

A Eco é uma empresa com atuação voltada para a Gestão ambiental, cuja missão é a prestação de serviços com alta precisão no diagnóstico e resultados.

Formulados por equipe técnica de larga experiência e fundamentada em princípios éticos nos diferentes campos das ciências socioambientais.

Composta por profissionais doutores, mestres e especialistas, com larga experiência na área de atuação das vertentes socioambientais nos campos de controle ambiental, gestão, recuperação, remediação, diagnóstico, avaliação de impacto e monitoramento.

Página inicial da EcoAmbiental, engenharia e consultoria.

Página inicial da EcoAmbiental, engenharia e consultoria.

As profissões são diversas, arquiteto, antropólogo, psicólogo, engenheiro ambiental e sanitarista, engenheiro agrônomo, engenheiro florestal, geólogo, sociólogo, geógrafo, biólogo, oceanógrafo e assistente social
também fazem parte do quadro de profissões presentes na empresa.

Ainda que tenhamos profissões diversas, a Gestão ambiental é inserida em cada atividade realizada pela equipe Eco Ambiental.